Cânion espetacular. Estrada, de matar…

Não aconselho ir de carro ao Itaimbezinho. A estrada está muito ruim. Melhor pagar um táxi ou um serviço de passeio. São uns 15 km, muitos de pura pedra. Uma pena que nunca asfaltaram, ia incrementar o turismo na região. Peguei o Itaimbezinho numa manhã de neblina, mas mesmo assim estava bonito.

DSCN6596_640x480

DSCN6606_640x480

O parque está com ares de abandono. Li há algum tempo que praticamente funciona porque os funcionários se interessam em manter o local. Falta dinheiro do governo. Não há cobrança de ingresso, mas poderia ter, e o dinheiro ser aproveitado no parque. Enfim, coisas do Brasil e do RS.

DSCN6608_640x480

Fiz apenas a trilha menor. A do Cotovelo, que é maior, não fiz porque de vez em quando caía uma chuva bem fina. Fica para outra vez.

DSCN6610_640x480

DSCN6611_640x480

Sobre Cambará. Postei no Face que a cidade não tinha mudado e alguém comentou que mudou sim. Bem, se mudou, não vi grande coisa. É praticamente a mesma que vi há uns 5 anos. Tem uma rua asfaltada e a maioria nem calçamento tem. Falta mais estrutura de gastronomia, enfim, falta tudo. Tem gente que gosta de Cambará assim, eu prefiro um pouco mais de movimento. Pousadas e hostel tem bastante. Depois de Itaimbezinho, desci a estrada até Praia Grande, em SC. Estrada horrorosa. Não recomendo. Muitas pedras. Trechos quase intransitáveis. Um desleixo total. Parece que jogaram pedregulhos na estrada e deixaram assim.

DSCN6613_640x480

DSCN6616_640x480

Em alguns pontos é preciso trafegar a menos de 10 km/h para não correr o risco de ter um pneu furado ou rasgado. Um dos piores trechos fica já em SC. Lamentável a situação da estrada. Se fosse asfaltada, seria um ótimo caminho turístico. Mais uma vez, coisa de Brasil, que não sabe valorizar o que é bom. Só não falta é dinheiro para financiar campanha política e para pagar propina para os políticos sem-vergonha. Amanhã é o último dia de viagem. Saio bem cedo de Torres e vou conhecer Maquiné, o município de número 350 no RS.

Anúncios

Mais um tour por pequenas cidades

Já são 349 cidades que conheço no RS. Aqui mais algumas das últimas. Machadinho é conhecida pelo parque de águas termais. Tem um enorme e caro hotel ao lado. O parque fica a 2 km do centro e atrai turistas de todos os lugares.

DSCN6442_640x480

DSCN6443_640x480

A cidade vive em função do turismo. Tem outros hotéis menores. No centro, muitas lancherias e restaurantes.

DSCN6445_640x480

Também no centro fica a igreja. A estátua ao lado pensei que fosse de algum santo, mas não é.

DSCN6446_640x480

DSCN6448_640x480

Vamos agora a Paim Filho, a poucos quilômetros de distância. Outra igreja enorme. Na verdade um santuário, que também atrai turistas. Nada mais há de interessante na cidade.

DSCN6451_640x480

DSCN6452_640x480

Perto dali fica Carlos Gomes. A estrada de acesso está sendo asfaltada. Tá quase pronta. No centro, uma pequena igreja e um antigo casarão.

DSCN6457_640x480

DSCN6459_640x480

Seguindo para o Sul em direção a Sananduva pela RS-126, tem a pequeníssima São João da Urtiga, outra cidade que vive em torno do turismo religioso.

DSCN6463_640x480

DSCN6462_640x480

Sananduva é a maior cidade deste roteiro. Tem um bom hotel no centro, na avenida principal, que passa ao lado da igreja e da praça.

DSCN6466_640x480

DSCN6467_640x480

Em Sananduva fiquei hospedado no hotel. Tem bastante opção para refeições. O hotel é simples mas relativamente barato. Todas as cidades citadas neste post foram visitadas em apenas um dia.

Viaduto 13: afinal está aberto ou fechado?

Depois que postei fotos do Viaduto 13 e do Mula Preta, muitos comentários sobre o fechamento do 13 para visitantes apareceram no meu Face e  no Instagram. Eu subi de carro até perto do viaduto e caminhei pela parte de cima. Não vi placas pelo caminho indicando interdição. Estranhei apenas que no topo, no local onde se acessa os trilhos, passaram uma máquina e havia um valão e um monte de terras e pedras, onde antes se chegava à ferrovia. Eu desci o valão em meio a pedras escorregadias, subi o morro de terra e cheguei lá.

DSCN6578_640x480

DSCN6575_640x480

A vista é espetacular.

DSCN6576_640x480

Não sei se nos fins de semana eles fecham a estrada. Só posso garantir que numa terça-feira não havia nada que me impedisse de subir. A estrada que leva ao viaduto está boa na maior parte, apenas depois de passar por baixo da estrutura é que há mais dificuldades. A foto abaixo é de uma casa já na área próxima à RS-129.

DSCN6579_640x480

Antes de ir ao Viaduto 13 passei pelo Mula Preta. Este é menor, tem apenas a estrutura dos trilhos e por isso é mais complicado caminhar por lá. Já na estrada, se vê o viaduto de longe.

DSCN6544_640x480

DSCN6547_640x480

A estrada começa na RS-129 a uns 5 km depois de Dois Lajeados. À esquerda de quem sobe tem uma casa grande, na frente de outros prédios (do lado direito da rodovia). A entrada fica numa curva, então cuidado. É preciso pegar a estrada que passa à esquerda da casa. Tem a entrada da casa, a estrada do viaduto e outra mais à esquerda. Entre na do meio e siga sempre em frente pela principal. Uns 4 km abaixo tem esta casa e esta igreja, à direita.

DSCN6572_640x480

DSCN6573_640x480

Pegue a estrada que passa no meio. Dois quilômetros abaixo tem uma casa amarela e algumas vacas e cães.

DSCN6571_640x480

Eu parei o carro antes desta ponte, porque havia muito lodo e fiquei com medo de atolar o carro. Estacionei ao lado de uma espécie de central elétrica. Acho que é o medidor de luz da casa, que faz um barulho. Já se vê os trilhos, a 5 metros de distância. Se a estrada estiver seca, é possível seguir de carro mais adiante. Há lugar para estacional ao lado do viaduto. Mas caminhar também é fácil porque é bem perto.

DSCN6569_640x480

Se você parar antes da ponte, já verá os trilhos. Depois é só virar a esquerda nos trilhos que verá o túnel. É pequeno e pode ser atravessado sem uso de lanternas.

DSCN6549_640x480

DSCN6552_640x480

Do outro lado está o Viaduto Mula Preta.

DSCN6555_640x480

DSCN6556_640x480

DSCN6557_640x480

A poucos metros tem uma plataforma, de onde é melhor para visualizar e fazer fotos.

DSCN6558_640x480

DSCN6565_640x480

DSCN6566_640x480

DSCN6564_640x480

Para caminhar, não olhe para baixo. Fixe o olhar nos trilhos. Eu caminhei sobre os trilhos, não nos dormentes. Olhe fixamente para os trilhos e siga em frente. Quando cheguei na plataforma, percebi dois urubus que pareciam estar esperando que eu caísse…

DSCN6563_640x480

DSCN6562_640x480

No fim das contas não caí… e valeu o passeio.

DSCN6567_640x480

DSCN6568_640x480

Eu também estou postando no Instagram.

 

Um pouco do Norte do RS

Nestes últimos dias circulei bastante pelo Norte do RS. A RS 126 e a RS 343 estão boas. A 126 está ótima. Começo o post com uma foto que mostra uma paisagem da região de Sananduva. O Norte é assim, muitas plantações.

DSCN6419_640x480

Conheci 14  cidades novas, totalizando 349 em todo o RS. Faltou uma para chegar aos 350. A maioria cidades bem pequenas, como Santo Expedito do Sul, que se diz a Terra dos Milagres.

DSCN6421_640x480

DSCN6422_640x480

Mais paisagens, desta vez na região de Santo Expedito.

DSCN6427_640x480

DSCN6428_640x480

DSCN6429_640x480

Há muitas aldeias indígenas por lá e uma das cidades que andei é Cacique Doble, onde tem este belo casarão.

DSCN6430_640x480

DSCN6431_640x480

Mais adiante uma pequena praça e a igreja. Uma família de indígenas estava por lá, não sei se vendendo alguma coisa ou pedindo esmolas.

DSCN6433_640x480

DSCN6434_640x480

Seguindo mais um pouco para o norte tem a cidade de São José do Ouro, onde só consegui fotografar a praça.

DSCN6436_640x480

DSCN6437_640x480

Outra cidade com muito pouco para fotografar é Barracão. Tem uma grande avenida asfaltada e mais nada.

DSCN6440_640x480

DSCN6441_640x480

Foram dias de muito Sol e sem nuvens, o que facilitou as fotos. Eu também estou postando no Instagram. Você também pode me seguir no Facebook.

A praça colorida de Guaporé

Ainda não é Primavera, mas em função do calor, as árvores começam a ficar coloridas. Isso acontece em várias cidades do RS. Em Guaporé, a praça localizada na frente da igreja matriz ficou mais bonita.

DSCN6521_640x480

DSCN6525_640x480

DSCN6522_640x480

Hoje  à tarde a temperatura chegou aos 28 graus por aqui.

DSCN6530_640x480

DSCN6531_640x480

O dia todo foi abafado, com Sol e algumas nuvens.

DSCN6532_640x480

Guaporé tem um Cristo Redentor, no morro bem na entrada da cidade na RS-129. Lá de cima vê-se toda a área urbana.

DSCN6533_640x480

DSCN6534_640x480

Estou hospedado no Recanto São Carlos, um lugar bem tranquilo nos dias de semana. Nos fins de semana fica lotado.

Algumas pequenas cidades do RS

Nesta viagem de cerca de 1 semana já conheci 12 cidades, a maioria bem pequena, com apenas uma rua principal e quase mais nada. A primeira cidade nova deste roteiro é Muliterno, que tem acesso pela BR-285 em Caseiros. A estrada é de chão. Na cidade, fotografei apenas a igreja.

DSCN6401_640x480

DSCN6403_640x480

DSCN6404_640x480

A primeira noite passei num hotel bem simples em Ibiaçá, ao lado da estação rodoviária. Não há muitas opções para refeição na cidade que, ao anoitecer, já estava com as ruas praticamente vazias. O que mais chama a atenção em Ibiaçá é o Santuário, bem no centro, perto do hotel.

DSCN6405_640x480

DSCN6409_640x480

A poucos quilômetros de Ibiaçá fica Tapejara, uma cidade bem maior, com mais opção de gastronomia, mas o hotel não me agradou, por isso fiquei em Ibiaçá. Em Tapejara esta casa na avenida principal era um Moinho, e agora virou um bar. Um bonito casarão.

DSCN6411_640x480

DSCN6413_640x480

Rodei grande parte da viagem pela RS-126, especialmente no sábado. A estrada está ótima. Com asfalto novo. Parece estrada dos Estados Unidos… Quem mora nesta região não precisa se preocupar que a rodovia está 10.

Nova Prata e seu cinema

A cidade de Nova Prata voltou a ter cinema. O prédio do antigo Cine Lux foi revitalizado e agora funciona como centro comercial, com sala de cinema. Fica bem no centro da cidade, ao lado da praça.

DSCN6393_640x480

DSCN6394_640x480

A rua onde fica o cinema é uma espécie de calçadão, um local diferenciado no centro de Nova Prata.

DSCN6396_640x480

De um lado da rua tem a praça central e do outro, a igreja matriz.

DSCN6395_640x480

Depois de Nova Prata eu passei por Nova Bassano e Nova Araçá. Saindo desta última em direção a Guabiju, uma pequena capela na localidade de Cascais.

DSCN6397_640x480

DSCN6398_640x480

A estrada que leva a Guabiju é de chão. Em bom estado, apenas com  muito pó, por causa da falta de chuva.

 

Um olhar do Mirante

Subindo a BR-470 para Veranópolis, já no topo da serra, fica o Mirante do Espigão, à direita de quem sobe, logo depois da faixa dupla. É um lugar especial, com uma vista do Rio das Antas e da usina de Monte Claro. Pare o carro, vale a pena perder algum tempo por lá.

DSCN6386_640x480

DSCN6387_640x480

Na última vez que passei por lá o dia estava ensolarado, sem nuvens.

DSCN6388_640x480

DSCN6389_640x480

DSCN6391_640x480

No Mirante tem um local para lanches, que também vende produtos coloniais. Pare para um café e aprecie a vista.

 

Duas cidades, duas igrejas

Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires são duas cidades diferentes, mas que tem algo em comum. Ambas tem igrejas bonitas e enormes. A de Venâncio foi construída para rivalizar com a da cidade vizinha. Difícil dizer qual das duas é a mais bonita. A igreja de Venâncio:

IMG_7198IMG_7197A de Santa Cruz:

IMG_7212IMG_7211Santa Cruz e Venâncio são cidades vizinhas, no Vale do Rio Pardo. Quem tiver a oportunidade, que visite a região e conheça as igrejas..

A lagoa de Taquari

Taquari tem como principal atração a Lagoa Armênia, que fica bem perto do centro. Sempre passei por lá em fins de semana. Hoje, uma terça feira, visitei a cidade mais um a vez. Muita gente no centro, e na lagoa também.

IMG_7189Tinha um senhor cortando a grama. Ele reclamava que muita gente que frequenta a lagoa de noite e madrugada acaba destruindo  árvores e quebrando lâmpadas. Infelizmente, gente sem educação tem em todos os lugares.